Quem somos

Viveiro Floresta Viva

O Instituto Floresta Viva foi criado em 2003, a partir de um programa do Instituto de Estudos Socioambientais do Sul da Bahia (IESB), com base em uma pioneira tecnologia socioambiental que promoveu o desenvolvimento local através do ecoturismo, agroecologia e implementação de áreas protegidas no Sul da Bahia. A evolução do programa, entre 2001 e 2003, justificou a fundação do instituto com a missão de "Aliar a conservação da natureza ao desenvolvimento humano", por meio de programas e projetos que promovem e integram áreas protegidas, ecoturismo, sistemas agroflorestais de baixo impacto, formação educacional e cultural, bem-estar familiar e o cuidado ambiental local e regional, visando à constituição de bases existenciais, culturais, sociais e econômicas duradouras, integradas à elevada qualidade dos ambientes naturais desta região e do Brasil.

Os trabalhos envolvem a conservação/restauração da natureza e o desenvolvimento sustentável local. O IFV prioriza resultados diretos na APA de Itacaré/Serra Grande, expandindo e trocando experiências com instituições no Sul, Baixo Sul e Extremo Sul da Bahia, alcançando uma dimensão microrregional no domínio da Mata Atlântica Brasileira.

O Instituto é membro do Conselho de Turismo e Meio Ambiente de Uruçuca, do Conselho de Meio Ambiente de Ilhéus, do Conselho da Cidade de Ilhéus, do Conselho Gestor da APA de Itacaré/Serra Grande, do Conselho Assessor da Sociedade Civil do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do Conselho Gestor do Território Litoral Sul da Bahia, do Conselho Estadual de Meio Ambiente (CEPRAM) e Secretário Executivo do Conselho Gestor do Parque Estadual da Serra do Conduru - PESC.